Em vez de aterros, “lixo industrial” vira combustível para fabricação do cimento